terça-feira, 13 de novembro de 2012

Produções do Concurso literário


Estas são as quinze produções finalistas do I Concurso Literário da nossa escola.
 Você tem até o dia 29/11 para votar na produção que mais gostou.
*******************************************************
1- O menino

Era uma vez uma família que morava em uma cidade pequena. Uma família muito humilde, mas as coisas começaram a mudar, porque estava difícil de arrumar emprego. Um certo dia, essa família decidiu mudar para uma cidade maior. Foi o pai, a mãe e um filho. Eles conseguiram um frete bem baratinho e se mudaram.
Os pais conseguiram um emprego bom, e o filho começou a estudar em uma escola pública. No primeiro dia de aula, foi tudo bem. Já no segundo dia, foi ruim, pois, pelo fato do menino ser gordo, zoaram muito ele, chamando-o de bolinha de queijo, elefante etc.
Quando o menino chegou em casa, ele estava triste, sua mãe até perguntou se estava tudo bem. Mas ele mentiu e disse que estava. O tempo foi passando e o menino nunca falava o que acontecia na escola. Ele não tinha amigos, brincava sozinho e só tinha seus pais.
Um certo dia, ele decidiu enfrentar os meninos, botando defeitos neles também, só que não deu muito certo, porque na hora de ir embora, eles bateram no menino e não tinha nenhum guarda para parar aquela briga. O menino foi muito machucado para casa e ele ficou com medo de ir à escola de novo. Por isso, sua mãe foi até a escola resolver aquilo e a diretora não tomou nenhuma atitude. Então, a mãe do menino foi até uma delegacia para ver o que podia fazer com isso. Depois, tudo começou a mudar, ninguém falava nada para ofender o menino, e ele conseguiu alguns amigos. Mas ele ainda guarda essas lembranças e vai levar isso para o resta da vida.

       ************************************************************************

2- De uns tempos pra cá

Era uma vez uma escola sem violência, sem agressão. Nessa escola, tudo funcionava muito bem, tudo era limpo e organizado e por isso, muitas pessoas vinham de longe só para estudar lá. De uns tempos pra cá, tudo mudou, a violência na escola só aumentou.
Antigamente, os alunos respeitavam mais os professores, não existia violência entre eles, todos viviam em harmonia. As crianças brincavam sem preocupações em sujar a roupa ou se iam se machucar brincando de pega-pega ou esconde-esconde, as crianças antigamente se divertiam mais do que as de hoje em dia.
Atualmente, nas aulas de Educação Física, por exemplo, muitos alunos têm verginha de correr na quadra, só pelo simples fato de que outros alunos vão ficar olhando. Vergonha de correr, de ser criança, é o fim...
As escolas antigamente não eram tão bonitas, com bons materiais. Mas eram mais cuidadas, todos ajudavam em sua preservação. Agora, os alunos não sabem valorizar o que tem, quando eles perceberem o que está acontecendo, o que eles estão perdendo com tudo isso... vai ser tarde demais
*********************************************************************

3- Conversando sobre sexualidade

Era uma vez... Não! Dessa vez vamos inovar, vamos começar com algo mais moderno como:
Um dia como qualquer outro, Roberta estava em seu quarto, lendo seu livro. Até que sua mãe bate na porta “Toc, toc, toc”.
- Quem é? Pergunta Roberta.
- É a sua mãe, me deixa entrar? Precisamos conversar!
E assim, Roberta abriu a porta como todo adolescente e perguntou:
- O que você quer?
- Posso entrar?
- Já entrou mesmo.
- Roberta, vamos conversar sobre sexualidade.
- Como? Sexu... o quê?
- Sexualidade.
- A tá!
- Bom, minha filha, sexualidade pode ser uma palavra incomum a qualquer adolescente, mas vou te explicar: sexualidade é relacionado à puberdade...
- O que é puberdade?
- Puberdade é quando o corpo muda, como o seu! Aparece pelos pubianos, pelos nas axilas, a menina menstrua.
- Ah. E no menino? Ele também menstrua?
- Não! Hahaha. O menino muda de voz, cresce “o negócio”.
- Hahaha. Mãe? Eu ouvi falar que sexualidade é só sexo.
- Não. Na verdade é, só que não é só isso. Sexo é uma das coisas, e temos que tomar bastante precauções, como usar camisinha.
- O que é camisinha?
- Camisinha é uma proteção para que a mulher não fique grávida, a não ser que queira, é uma proteção também para doenças que você pode não conhecer do seu parceiro(a). Entendeu, filha?
- Sim, mãe!
- Tá, não tens mais nenhuma dívida? Só me procurar, tá?!
- Tá, Eva, eu não tenho mais nenhuma dúvida.
- Beijo filha, até daqui a pouco.
- Tchau, Eva. Te amo!
- Eu também te amo. Tchau.
Roberta fica pensando: Sexualidade, sexo, só mais tarde! Agora eu tenho só 13 anos. Muito informação. Ai, ai, mães!
             **********************************************************************
4- Uma história de superação

Em uma escola no leste do Japão, havia um garoto chamado Yukko, ele era excluído em sua sala de aula. Ele ficava sozinho no fundo da sala, todos esnobavam ele, não tinha nenhum amigo, até seus pais não davam atenção a ele.
Ele era tratado assim por ser gordo e “nerd”. As pessoas não andavam com ele por ter vergonha.
Ele sofria muito com o preconceito e se acostumou a se isolar de todos. Até que um dia ele conheceu uma garota, que deixava os defeitos dele de lado, e começou a se aproximar dele. Ele, não acostumado com isso, achou meio estranho, mas, no fundo, ele estava muito feliz por isso.
Ele também começou a gostar dela de verdade. E eles começaram a namorar.
Por conta disso, a garota, chamada Suna, começou a ser motivo de risada na escola por namorar Yukko.
A felicidade de Yukko estava prestes a acabar. Suna ia se mudar para Coréia do Sul e eles iriam se separar.
Yukko não se conformou, pois ele a amava de verdade.
No dia da mudança, Yukko entrou escondido no avião. Chegando lá, Suna e seus pais se desesperaram por achar Yukko em suas bagagens. Logo ligaram para os pais dele, eles nem ligaram e Yukko convenceu os pais de Suna a deixá-lo morar com eles, pois eram gentis e legais com Yukko.
Yukko, depois de um tempo, superou o preconceito com a ajuda de Suna.
Dez anos depois, eles se casaram e tiveram filhos.
Yukko deixou seu passado para trás e hoje vive feliz com sua família.

**********************************************************************
5- A volta por cima

Eu vou contar uma história: um dia bonito em uma nova escola, chega um menino chamado Charles, esse menino é muito gordinho.
No outro dia de aula, ele se senta no fundo da sala para não ser notado. Como ele era baixinho, os professores pediram para que ele se sentasse na frente.
Quando ele se levantou, muita gente começou a rir dele, chamando de gordo, baleia e muitas outras coisas.
Na hora do recreio, ele encontrou uma menina da outra sala muito magra, só que ninguém mais ria dela, porque ela já não era mais notada. Ela perguntou:
- Qual é seu nome?
- Charles, e o seu?
- Silena. Por que, você está sentado aqui no canto?
- Porque todo mundo me chama de gordo.
- Mas você tem que superar isso, eu superei e sei que você pode.
Bate o sinal, e cada um vai para sua sala. Os apelidos continuam.
No outro dia, ele senta na frente da sala, e de repente, ele vê Silena ao seu lado, que lhe fala:
- Oi.
- Oi, você mudou de sala?
- Sim, e você superou?
- Por que você acha que estou aqui na frente?
A professora entra na sala e todos ficam em silêncio.
Passaram-se três meses e os dois felizes. Chega um dia, ele fala:
- Vou emagrecer e vou ficar bem bonito.
- E eu vou engordar um pouquinho.
Se passa mais um mês e ele está emagrecendo, e malhando muito. Ela estava engordando, e os dois cada vez mais chegados.
Ele já está magro, com todas as meninas gostando dele, e ela já está linda com os meninos correndo atrás dela, os dois já são os populares da escola quando chega um dia ele fala para ela:
- Eu quero falar com você?
- Eu também quero.
- Eu começo: Silena, estou muito tempo querendo lhe falar que eu gosto de você.
- Eu também gosto de você!
Os dois se abraçam e ficam muito felizes.

********************************************************************
6- O bicho Papão Nojentão

O Bicho papão hoje esta doente
O bicho papão ficou com dor de dente
O bicho papão é muito sujão
Não escova os dentes e não lava a mão!
Mas ele agora aprendeu a ter higiene
Toma banho e escova os dentes
Assim como ele temos que ser limpos e com muita higiene!

******************************************************************
7- Cuide do seu corpo

É necessário ter cuidados com o corpo para evitar doenças, escovar os dentes e lavar as mãos com um sabonete adequado.
Antes de qualquer refeição, lavar as mãos mais não é para deixar a água escorrer, e sim lavar a mão muito bem lavada.
Tomar banho regularmente para não provocar assaduras.
Nossos corpos passam por muitos lugares diferentes, tocam muitos objetos e se depois colocarmos a mão na boca podemos ser infectados por doenças.
E quando mexer com areia, barra, limo, etc.
Temos que cortar as unhas porque dependendo de onde a gente toca as mãos sujas pode causar doenças.
E sempre é bom tomar água para o corpo não ficar desidratado.
Com a mudança de algumas coisas podemos até melhorar a saúde e melhorar nossa qualidade de vida.
********************************************************************
8- Importante

Tomar banho é importante para todos.
Quando eu como as refeições u lavo as mãos com sabão.
Depois de tomar o café da manhã, o almoço e o jantar os meus dentes vou escovar para as cáries não me alcançar.
**********************************************************************
9- Higiene Pessoal

Lavar as mãos 
Para pegar o pão
Filtrar a água de beber
Para eu crescer
Escovar os cabelos
Para ficar bonito o dia inteiro.
Não andar descalço
Para ter cansaço.
************************************************************************

10- Higiene Pessoal

Para termos os dentes limpos precisamos escovar
Para a sujeira não entrar.
Para ter as mãos limpas e sem bactérias
É só lavar e depois secar.
Para nossa unha não tenha sujeira
E só cortar e depois lixar.
Para ter o corpo limpo, precisamos lavar
Para as bactérias não entrar.
Para as orelhas limpar
Precisamos cotonete usar.
Para o rosto lavar
Precisamos sabonete usar.
Para vestir roupas limpas é preciso lavar e depois passar.
**********************************************************************
11- Comida demais comida de menos

Comida demais
Não é muito legal
Não é bom para a saúde
E me faz muito mal.

Comida demais
Me faz enjoar
E com dor de barriga
Não posso brincar.

Se não posso brincar, fico parado
E de tanto parar
Começo a engordar.

Mas se como de menos
Também passo mal
Fico fraco e doente
Vou parar no hospital.

Quando como de menos
Fico magrinho
Não consigo brincar
E fico fraquinho.

Quando como de menos
Fico com anemia
Não brinco, não canto
Acabou a alegria.
*********************************************************************
12- Brincando com a Sexualidade

Brincar é cantar
Bolinhas de sabão o ar
Quero com ela voar
Para neste mundo aprender a amar

Meu corpo não quero dor
Então, vou cuidar com amor
Na mente não quero terror
Escovar, lavar, pentear, sim senhor!

Livre quero viver
Sem medo de correr
Mas quero perceber
Que adolescência vai aparecer
E mudança no meu corpo vai acontecer.

Agora vou partir
Não para fugir
Pretendo sair, para o mundo sorrir
E ao final do dia, feliz ir dormir.
*********************************************************************

13- Se aceitar, seria o certo?

É ruim alto ou baixo? Gordo ou magro?
Muitos sofrem com isso, ou seja, com o bulling.
Vemos fatos assim todos os dias, com colegas da escola, ou na própria família.
A pessoa se sente descriminada, sua alto-estima vai lá em baixo. Mas será que se aceitar seria o certo? Já recebi elogios, mas não se compara com a quantidade de críticas.
Já pensei em maneiras de não deixar me atingir com isso, mas nada dá certo. Você recebe um apelido que marca até o fim da sua vida.
Existem maneiras de poder ser um pouco mais alto, engordar e até mesmo emagrecer, mas e diminuir? Existe algum modo? Tenho quase toda a certeza que não há como: sim, e chato receber “apelidinhos”, mas temos que seguir em frente a não deixar se abater com isso, são fases, todos de algum modo já passarão, ou iram passar por isso. Começa desde aquele apelidinho “quatro olhos”, “baleia”, “poste”, “formiguinha”, entre muitos outros. Vejo coisas assim todos os dias, dentro da sala de aula, intervalo para o lanche, no ônibus, e acontece até mesmo comigo, sei muito bem como é, nada legal. Você fica com vergonha de ir até ao mercado, na casa de um amigo, por medo de alguém ficar cochichando sobre você e até mesmo usar os famosos apelidinhos. Pareço não demonstrar o que sinto quando recebo um deles, mas sempre penso em ignorar, deixar de lado, mas não dá certo!

************************************************************************
14- Preconceito

A escola é o lugar onde tem mais preconceito com quem usa óculos; quem é gay, quem é gordo, etc!
Em casa, geralmente os homens tem preconceito com as mulheres, porque acham que são fortes e melhores que elas. Na rua não tem muito preconceito, geralmente eu fico em casa e não vejo nada.
Na minha casa meu avô se acha o melhor, que a parte da família dele, não faz nada de errado, e fica me chingando por coisas que eu não faço.
************************************************************************
15- Um mundo de Discriminação

Nosso mundo é assim, uma caixinha de verdade, pessoas se revelam diante da discriminação de uma forma irreal. Bom todos já passaram por algum momento em que se sentiu ofendido em público ou colocado para baixo.
Às vezes leio livros e jornais e me deparo com o racismo, um monstro da realidade, usado muito para o ataque.
Praticamente todos os dias vejo a discriminação correndo solta em casa, xingamentos e ofensas.
Na rua e na escola sempre alguém falando, “o gordinho”, “seu preto”, “quatro olhos”, “loira de farmácia”, “carvão”, “burro”, etc.
Na minha antiga escola, havia um menino que colocava apelido em todos, era porque, um tinha um problema na boca, outro cabeçudo, uma com cabelos cacheados e cheios; Todo dia ele ofendia a quem quisesse, mas quando chamavam ele de narigudo, não gostava, daí era errado, sempre os professores chamando atenção dele, mas não adiantava nada, dizia que era brincadeira e que não era nada de mais.
Hoje ele é assim do mesmo jeito, quem ele apelida já não dá muita bola, acostumados com o preconceito. Para ele não é nada demais, mas para uma parte da sociedade sempre será uma falta de respeito e educação. Às vezes até mais, pode ser crime!
***********************************************************************
BOA SORTE!!!!


Um comentário:

  1. se tivesse todas as redações poderia votar a vontade

    ResponderExcluir